Planejamento de filhos

Tempo de leitura: 3 minutos

O nascimento de um filho é algo espetacular e traz consigo felicidade única para toda família! 

Mas existe algo que precisa ser levado em consideração:  

As mudanças que ocorrem em toda a vida dos pais e familiares.  

Mudam-se rotinas, prioridades, gastos e em alguns casos até mesmo a localização do imóvel familiar. E por isso, para curtir o novo membro da família sem ter dor de cabeça com preocupações em relação ao dinheiro, é preciso estar planejado(a). 

O ponto de partida para qualquer início de planejamento financeiro é iniciar sua organização orçamentária, e assim conseguir identificar quais são seus gastos essenciais e supérfluos. Isto é necessário pois estes gastos são os que poderão ser alterados com essa nova chegada.  

O ideal é que o planejamento de um novo filho comece com, pelo menos um ano e meio (sendo ideal ser iniciado com dois anos) antes do nascimento para que no momento especial, todas as reservas necessárias para a adaptação com o novo integrante estejam disponíveis. Mas como sabemos os valores necessários? 

Este é um dos pontos mais importantes e que poucos pais de fato fazem: As pesquisas!  

Hoje em dia com a internet, esta tarefa preliminar fica muito mais fácil. 

Pin em Quarto infantil

Elencamos aqui as principais preocupações e gastos necessários com os pequenos para facilitar em seu planejamento. 

Podemos começar pela saúde, que vai desde o pré-natal com consultas, exames e escolha do médico até mesmo as primeiras semanas de vida que demandam consultas quase que semanais e preocupações a mil. Para este ponto, hoje contamos com o SUS, porém é sempre indicado também ter um plano de saúde que cubra o atendimento com o médico escolhido e também que dê desconto em farmácias, um gasto recorrente com as crianças. 

Temos também os gastos com roupas, mudança na alimentação dos pais e da criança, fraldas e até mesmo possíveis reformas do imóvel pensando na segurança, já que tudo é novo e a exploração da casa se torna cada vez mais divertida. 

Outro ponto importantíssimo a ser levado em consideração é a localização do imóvel da família. Pensando na nova realidade de trabalho proporcionada pela pandemia, morar em um imóvel que seja próximo do trabalho dos pais em caso de ser presencial ou híbrido e ao mesmo tempo da escola dos filhos além de ter mercados, farmácias, hospitais e locais onde os pequenos possam brincar se torna quase que essencial. 

E por último, mas não menos importante estão os gastos com a rotina e educação, que vão desde a escolha da escola, período de estudo podendo ser meio-período ou integral além do transporte que impacta diretamente na rotina dos pais em levar e buscar ou optar por uma van.  

É sempre importante lembrar sobre a influência que os pais têm, funcionando como um espelho (ou bússola moral), na escolha das profissões dos filhos, ou seja, se você é médico(a), comece se preparar, pois existe grande chance de que o novo integrante siga a mesma profissão e sabemos como funcionam os custos com faculdade e moradia durante este período. 

Uma última dica que temos é, use e abuse dos famosos chás…Hoje em dia está cada vez mais comum os amigos e familiares partilharem da felicidade que uma criança traz ao ambiente em que está inserida e sendo assim, chá de fraldas pensando em um gasto necessário, chá de bebê para ajudar no enxoval são muito bem-vindos. 

Insight 1

Uma dica que ainda não é muito utilizada, mas vem ganhando espaço é utilizar sistemas semelhantes aos que são usados para organizar a prévia de casamentos. Você consegue escolher os “presentes” e precificá-los, dessa forma, você tem o dinheiro disponível para suprir parte dos gastos da forma que sentir ser mais eficiente, assim, você consegue evitar aquelas fraldas que ficam pequenas antes do tempo e te desesperam sem saber como utilizá-las. 

Insight 1

Nosso segundo Insight Grupo Capital chama a atenção para que os cuidados com os filhos comecem antes dele(a) chegar ao nosso mundo, mas continuam após o nascimento. O insight aqui é: Comece a pensar no seu filho o quanto antes. 

Investir para seu filho, desde o nascimento, mesmo que com valores mais baixos, pode trazer uma diferença substancial para mudar a realidade dele, ou até mesmo trazer um maior grau de conforto familiar com o passar do tempo. 

Começar e manter com R$ 100,00 pode gerar um patrimônio de algo próximo a R$ 4,7 milhões em 60 anos. Ou seja, o tempo diminui muito o esforço necessário. Isso também serve para pensar em um intercâmbio e/ou faculdade no exterior. 

Frederico M Kùmbs – Diretor de Estratégia
Sergio K. Leão – Planejador Financeiro CFP® & Head de Investimentos
Cauê Valença – Mentor de Customer Sucess

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Veja outros artigos

Planejamento de Viagens

Tempo de leitura: 08 minutos Chegou a hora de garantir que aquela viagem tão esperada, saia ainda melhor do que você está imaginando! Para que