Estratégias de investimento no longo prazo

Tempo de leitura: 04 minutos

Finalizando o último período temporal dos seus investimentos, hoje o assunto é o longo prazo! Se você não acompanhou a construção de pensamento dos períodos temporais, indicamos que veja os conteúdo de Curto & Médio clicando neles.

Podemos entender por longo prazo todo e qualquer investimento feito e planejado para ser utilizado após dez anos.

Quando falamos de longo prazo, rotineiramente pensamos em planejamento de aposentadoria e/ou investimentos imobiliários, com finalidade de geração de renda. Temos o fator tempo, como ponto chave para todos os investidores.

O tempo tem grande importância quando o assunto é investimento e faz seu capital gerar mais capital, impactando em uma maior qualidade de vida na aposentadoria. Essas aplicações, com grande horizonte temporal, permitem que tomemos maior risco, desde que alinhados aos seus objetivos e perfil de investidor. Ou seja, é importante que o investidor esteja ciente e ponderado em suas decisões.

Outro assunto muito importante é o de Asset Allocation, assim como dito no Artigo de médio prazo. Asset Allocation é sua estratégia de investimentos, e ela quem deve direcionar seus novos aportes, buscando manter seu portfólio sempre balanceado. É nela que você deve empregar a maior parte da sua energia e conhecimento quando o assunto é investir. Quando temos nossa Allocation bem ajustada, os resultados ao longo dos anos se tornam mais consistentes e tem uma tendência de trazer mais resultados. Somos naturalmente bombardeados a “girar” a carteira, comprar e vender ativos com uma alta frequência, mas dificilmente paramos para avaliar se de fato faz sentido. Quando fazemos esse tipo de giro, acabamos antecipando o imposto de renda, com uma Alíquota muito alta, e o impacto desse tipo de adiantamento no longo prazo é enorme (motivo pelo qual, boas Previdências Privadas trazem mais resultados do que fundos de investimentos normais, uma vez que não possuem essas antecipações 2 vezes por ano – o come-cotas).

Um outro ponto interessante de se abordar para longo prazo é sobre uma das mentiras mais contadas nos dias de hoje:

“Investir através de fundos é muito caro e eles não superam o índice no longo prazo”

Quando olhamos horizontes maiores, próximo a 10 anos, uma gestão eficiente, como a das casas Dynamo, Verde e Ibiuna, por exemplo, encontramos resultados muito melhores do que os índices:

Fonte: MaisRetorno (link https://maisretorno.com/comparacao-fundos/otimo/ibov,cdi/10500884000105,15799713000134,73232530000139)

Vale lembrar que o exemplo acima não deve ser tomado como recomendação de alocação, devendo ser avaliado em conjunto com seus objetivos, prazos e perfil de investidor. Conte com um Planejador Financeiro certificado para esse auxílio.

Em resumo, uma Gestão profissional e eficiente fará com que você tenha resultados mais expressivos do que tentar fazer isso de forma isolada e “com as próprias mãos”. O segredo é encontrar bons gestores e fugir de fundos caros e mal geridos.

Assim como em qualquer âmbito de nossa vida, nos investimentos, haverá aqueles que são bons e aqueles que são ruins. Essa avaliação, quando feita por um profissional, aumenta a sua chance de sucesso consideravelmente.

Independente da escolha de investimento, perfil de risco ou aportes, todos os pontos mencionados acima possuem grande importância, não podem ser negligenciados e devem estar presentes no Planejamento Financeiro de um Investidor Inteligente.


Time in the Market vs Market Timing

Já dizia o Lendário Gestor Peter Lynch: ‘O tempo no mercado vai sempre o timing do mercado’. Ou seja, investir e se manter investindo vai superar o “encontrar momentos exatos” no longo prazo. Sua estratégia de alocação à frente do Fidelity Magellan Fund, durante 13 anos, trouxe um retorno anualizado de 29,2% a.a., mais que o dobro do S&P500 para o mesmo período. Isso acontece pois os “melhores dias” do mercado sempre vêm junto dos “piores dias”, ou seja, quando você erra o movimento de timing, acaba sangrando seu retorno, o que poderia ser evitado caso mantivesse a recorrência de aportes.

Invista no que você conhece

Não é porque o “investimento da moda” é o ativo A, B ou C e sai em notícias a cada 10 minutos que você precisa tê-lo na carteira. Você precisa saber no que está investindo, antes de investir. Através dessa avaliação que você conseguirá fazer as ponderações necessárias e decidir se, de fato, é uma boa opção, ou não.

Ultimamente, o mundo dos investimentos virou um Cenário de vendas. Por conta da pandemia, e maior tempo de tela das pessoas, as instituições financeiras perceberam que fazer propaganda em suas redes sociais pode ser uma boa saída para captação de recursos, e não necessariamente que esses ativos sejam os melhores (muitas vezes, sequer são bons). Assim, cabe a sua avaliação (ou do profissional que te dá suporte) antes de qualquer tomada de decisão.

Para finalizar, precisamos nos apropriar de que, assim como reservas de emergência e as demais reservas necessárias para consistência do padrão de vida, saber se expor, de forma controlada, aos riscos é essencial para seu sucesso no Longo Prazo. Conte sempre com o suporte profissional de um Planejador Financeiro do Grupo Capital para todos os momentos!

Frederico M Kùmbs – CSO Chief Strategy Officer
Sergio K. Leão – Planejador Financeiro CFP® & Head de Investimentos
Daniel Valverde – CEO Chief Executive Officer

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Veja outros artigos

Planejamento de Viagens

Tempo de leitura: 08 minutos Chegou a hora de garantir que aquela viagem tão esperada, saia ainda melhor do que você está imaginando! Para que