Finanças Comportamentais

08/08/2023

De: Mariana Vantine, planejadora financeira especialista em finanças comportamentais

Tive um aumento de renda, como gerir da melhor forma esse dinheiro a mais? 

Na nossa conversa anterior, falamos sobre como utilizar as finanças comportamentais para gerar um aumento de renda, pois sabemos que é ótimo quando isso acontece na nossa vida. Por outro lado, isso traz alguns desafios novos – como controlar os desejos ilimitados que possuímos – então é fundamental gerenciar melhor essa renda, especialmente para os médicos, profissão onde renda tende a aumentar significativamente ao longo do tempo. 

Um dos erros mais comuns ao experimentar um aumento de renda é elevar também a quantidade de gastos. Já ouvi vários médicos falando ao longo do planejamento a seguinte frase: “quando eu tiver mais dinheiro, minha vida estará resolvida”. Porém, a verdade é que, como dito anteriormente, nossos desejos são ilimitados e quando ganhamos mais, desejamos mais, queremos comprar mais coisas e conhecer lugares novos. Então, subir o seu padrão de vida aos poucos é o melhor a ser feito quando sua renda aumenta. 

Mas por que é tão difícil fazer isso? 

Porque nós somos influenciados a todo momento pelos nossos vieses comportamentais. Ter mais renda na maioria das vezes vem com o otimismo excessivo de que agora tudo está resolvido. E não necessariamente essa solução significa guardar uma parte do valor, mas para algumas pessoas é sinônimo de possuir tudo o que não podia antes. 

Um exemplo muito comum são os médicos recém-formados, que durante a graduação levavam uma vida mais modesta, sem ganhos e muito estudo. Mas que tem essa realidade transformada logo após a formatura. Não é um aumento gradual de renda, é uma renda muito alta logo no primeiro mês de formado. 

Isso pode levar a compra de coisas caras, como um carro de luxo, muitas vezes essa compra está associada ao pensamento de merecimento após anos de dedicação. No entanto, essa decisão rápida e emocional deixa pouco espaço para investimentos e no ano seguinte, a residência vem batendo na porta com uma redução grande na renda novamente.  

Então, não é que você não mereça o carro, mas conhecer mais sobre comportamento irá ajudar a gerir melhor essa mudança de contexto. Primeiro, é importante ter clareza do seu objetivo maior. Se no ano seguinte você deseja entrar na residência e sabe que não conseguirá dar muitos plantões para complementar a renda, mantenha os seus gastos habituais por mais tempo. É o que falamos sobre subir o padrão de vida aos poucos e um planejador financeiro ao seu lado faz toda a diferença nesse momento. 

Segundo, você pode utilizar uma técnica chamada Bright Spot, que nada mais é que ter clareza de algo que você é bom e conquistou. Você, médico, se formou em uma das profissões em que mais se estuda para passar no vestibular e não é uma graduação fácil. Ou seja, você consegue trazer essa disciplina e foco para a sua vida financeira também. 

Por fim, ter um planejamento financeiro. Essa não é uma ciência exata, mas possui estratégias personalizadas e que funcionam para diferentes pessoas. Portanto, você terá um plano que estará de acordo com os seus objetivos e tudo aquilo que deseja alcançar. 

Um aumento de renda é uma excelente oportunidade para melhorar sua segurança financeira e alcançar seus objetivos. Ao tratar isso com a mesma disciplina com que cuida da sua carreira, você estará muito mais motivado para tomar decisões financeiras melhores e não deixar as suas emoções influenciarem tanto nas suas escolhas.

É sobre refletir e entender os seus comportamentos. 

Instagram Linkedin

2023 - Grupo Capital. Todos os direitos reservados.