As Finanças Comportamentais

13/02/2023

De: Mariana Vantine, planejadora financeira especialista em finanças comportamentais

E se você pudesse comprar tempo? 

Tempo e dinheiro me parecem ser aquele tipo de assunto que sempre andam de mãos dadas. Você também tem essa sensação? 

Sempre tem aquela frase do tipo “tempo é dinheiro” ou então “do que adianta ter muito dinheiro e não ter tempo para aproveitar?”. Isso gera uma urgência em nós e o sentimento de que estamos perdendo algo. 

É pensando nisso que hoje eu gostaria que a gente refletisse naquela perguntinha que fiz ali no início: e se pudéssemos comprar tempo? 

Sei que isso não é algo literal que podemos realizar, mas a ideia aqui é pensar em ter mais tempo para fazer aquilo que gostamos ou talvez deixar de fazer algo de que não gostamos. Eu, por exemplo, não sou muito fã de cozinhar, então comprar o tempo que eu usaria cozinhando é algo muito interessante para mim e que eu costumo fazer. Tenho um limite de gastos, é claro, mas se eu puder não cozinhar, irei preferir hahaha e o tempo que estaria passando “presa” na cozinha, me possibilita desfrutar de um filme comendo algo já pronto e feito por outra pessoa. 

E aqui eu estou usando o meu exemplo da cozinha, mas pensa aí, qual atividade você não gosta de realizar, mas que talvez pudesse comprar tempo pedindo alguém para fazer? 

Então, percebemos que comprar tempo envolve terceirizar tarefas, certo? Mas também existe a compra de tempo pensando em aproveitar mais momentos ao lado das pessoas que amamos e com isso podemos colecionar experiências em vez de coisas. Podemos fazer aquela viagem com os nossos pais ou com nossos filhos. Ou então um jantar romântico com a pessoa que partilhamos a vida. Ter experiências gratificantes é também uma forma de comprar tempo, é uma compra de tempo para você mesma.  

E quando falamos de comprar tempo, podemos fazê-lo não só comprando o hoje, mas a compra de tempo futuro também, através dos nossos investimentos. Reservar uma parte do que ganhamos hoje, pensando no acúmulo para o longo prazo, é planejar uma vida financeira confortável para o nosso ‘eu futuro’ e ter maior disponibilidade para apreciar mais momentos prazerosos. 

Com tudo isso o que eu quero enfatizar é que, muitas vezes entramos em um ritmo constante de guardar dinheiro a todo custo, mas planejamento financeiro não é sinônimo de privações e redução do lazer. O planejamento é para que você tenha controle do seu dinheiro e que possa utilizá-lo para comprar tempo também, por que não? 

O que precisamos é encontrar um equilíbrio e ter em mente que colecionar bons momentos é o que deixa a vida mais leve. Como aproveitar o carnaval que está chegando, por exemplo. Se for algo que você curta fazer, compre um tempinho para aproveitar essa festa. Temos que lembrar que o dinheiro está a nosso favor e não contra nós, só precisamos aprender a utilizar da melhor maneira. 

E para isso você pode contar com a planejadora financeira aqui 😉 

Até a próxima!

Instagram Linkedin

2023 - Grupo Capital. Todos os direitos reservados.